4 de janeiro de 2016

Lembranças de uma ex gestante.


     
Eu não tinha nem 3 meses, mas eu sabia que um dia sentiria saudade, não sabia ainda ao certo do que exatamente mas tinha certeza que sentiria e hoje, 3 meses depois dos 9 de espera eu sei exatamente quais lembranças me fazem chorar e sorrir.

Já era 5 da manhã e ainda era noite, o André se arrumava para trabalhar, então eu fui apaixonadamente acordada com aquele cheiro de Melissa+Alecrim, eu ganhei esse hidratante da "O Boticário" em janeiro de 2015 no meu feliz aniversário de 21 anos, pena que so consegui usar poucas vezes, pois os enjoos dos primeiros meses não me permitiam muitas coisas. A minha amiga Fatima deve ter o dobro de experiência de vida que eu estava completando, mas com certeza acertou em cheio no presente e não imaginava o quão importante ele se tornaria. Sentir aquele aroma refrescante aquele dia foi o que me fez chorar.

Apertei os olhos e senti uma lágrima de felicidade descendo bochecha abaixo até se perder na covinha do sorriso estampado no meu rosto, suspirei fundo... Quanta emoção.
Uma saudade de quando eu tinha medo do amanhã e de não conseguir imaginar como seria minha vida com um filho. De ve-lo por aquela telinha preta e branca e não parar de imaginar como seria seu rostinho, saudade de ouvir o ritmo caloroso e apaixonante das batidas do seu coração, que se tornou minha música preferida por toda vida. 

Saudade de medir seu tamanho com uma régua e ne sentir maravilhada com a perfeição de Deus em como uma mulher gera um filho. Saudade de comer duas ou três vezes a mais e surpreender os familiares, de me pegar sorrindo acariciando minha barriga, de me olhar no espelho e ver o crescimento mais belo da vida, de ver meu corpo tão mudado e tão perfeito...

Saudade de colocar as roupas e rir por elas não darem mais em mim, da hora do banho namorar minha barriga e acariciar como se eu já estivesse dando banho em você, de me olhar no espelho e ver meus olhos brilhando de tanto amor, das inúmeras imaginações de como arrumaria o quarto, de como seria amamentar...

Das noites mal dormidas, das terças vendo MasterChefeBR e atacar toda a comida da casa. de reclamar com falta de ar e mesmo assim estar feliz por estar carregando você, de não ter posição para dormir, de levantar de hora em hora para ir ao banheiro, de achar que comer pedra era normal e de sentir uma vontade louca de lamber a parede de cimento da nossa casa. Saudade de sentir saudade de dormir de bruços, de ver meus pés inchados e até de reparar que aquelas manchas no meu corpo não existiam antes.


Saudade de ser mimada, das minhas vontades terem se tornado desejos, de me sentir uma jóia rara e intocável. De sentar no banco preferencial e usar filas sem medo e cheia de argumentos, de receber sorrisos sinceros na rua e até dos estranhos elogios de estranhos sobre como estava linda. Saudade da sensação de lavar e passar suas primeiras roupas, de dobrar e desdobrar toda hora,  do cheirinho das fraldas RN.

Saudade de ser chamada de barriguda, mamãe do ano e sentir como você já era amado por todos antes mesmo de nascer, saudade de receber carícias na barriga, beijos e principalmente de sentir você dançar todo feliz lá dentro, saudade, muita saudade de todas as danças que Dancei com você e de toda a ternura de todos os cavalheiros que já nos deram essa honra, saudade da espera, da ansiedade,  curiosidade, saudade de imaginar as roupinhas em vc, de chorar ouvindo qualquer coisa, de ser aconchegada carinhosamente por todos, de todo esse amor... Nossa quanta saudade!

Saudades mesmo de viver a vida com uma vida dentro de mim, de ocupar um único lugar com dois corpos e ter dois corações batendo ao mesmo tempo em um mesmo corpo, saudades desses 9 meses que ciência nenhuma explica, da obra mais perfeita de Deus, saudades de verdade da minha gestação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...