18 de julho de 2016

Nossos primeiros e marcantes 12 meses de amor ♥


Tudo que se pode ler
Como uma boa mãe coruja, palhaça, amorosa, presente, brincalhona e escritora, lá estava eu, anotando em eternos rascunhos, post its, cadernos, agendas, folhas soltas, pedaços de papel velhos, onde fosse, toda e qualquer simples lembrança do Raphael.

Para uma mulher, ter um filho é uma mudança extrema de vida, na verdade, é um novo nascer, você não sente, mas em nove meses gerando uma vida, você está gerando a sua alma também.

Eu sou sentimental, não no sentido de chorar por tudo, apesar de ter me tornado emotiva depois de ter gerado o Raphael, mas eu digo, no sentido se sentimento mesmo, de alma, de emoção. Nada se compara aos dias de inverno quando juntamos a família para rever fotos antigas, cartinhas de amor, anotações de momentos, relembrar coisas boas e até aquelas ruins que foram superadas. Isso me renova.

É por isso que eu me vejo sempre cheia de agendas e canetas, tem mulheres que não despensam uma base e um lápis de olhos na bolsa, eu, por minha vez, não saio sem uma caneta e uma agenda. Desde que o Raphael nasceu, eu planejava escrever os desenvolvimentos dele em seu ''caderno de lembranças'', meu filho fez um ano dia 1 de julho e eu ainda estou tentando acabar de escrever sobre o dia do parto.

Entretanto, em tudo quanto é lugar tem um pedaço de papel com um rabisco sobre esses tão intensos e apaixonantes 12 meses de vida. Um ciclo completo de amor e muita recordação que bate no fundo do coração. Na festa de um ano dele eu quis dividir com meus convidados tudo isso, então, fiz essas pequenas e breves 'artes' com algumas coisas que julguei as principais.

Não seria eu, se não divulgasse com vocês meus pequenos toques de amor que fazem tão parte de mim e da minha persnalidade. Cada vez que leio essas coisas, me sinto querida, abraçada e amada, meu filho é o melhor presente que Deus poderia ter dado a nossa família!

#Raphaelem1aniversário #Raphafaz1 #Por12mesesdeamor 

8 de julho de 2016

Raphael em, primeiro aniversário ♥

Rá-Tim-Búm, #RaphaFaz1

Tudo que se pode ler

Falar sobre festas de aniversário para muitas pessoas é um assunto não muito interessante, ainda mais quando se trata da primeira festa, muita gente concorda de que o primeiro ano não se deve ter festa, pois é um gasto enorme desnecessário. Mas para mães loucas, corujas, animadas e festeiras, essa é uma das principais datas da vida, essa, sou eu.

Quando o Raphael tinha ainda alguns poucos meses de vida, ele recebeu a visita da tia Suzete, que trouxe dois carrinhos de madeira á ele como presente e eu amei enlouquecidamente. Naquele momento escolhi o tema da festa de um ano, ‘Brinquedos Vintage – Revivendo a infância’, contei nesse post um pouco da escolha – Post Completo

Após aquele dia eu não parava de sonhar com a festa do meu filho, a sua primeira festa. Eu sempre tive problemas com aniversários e festas de aniversário, cheguei a passar anos sem comemorar (sendo eu, uma pessoa super comemorativa),  por conta disso, estava agoniada para que não desse absolutamente nada errado com a primeira festa do meu filho, que literalmente seria a realização de um grande sonho.

Foram curtos e corridos quase 10 meses planejando cada detalhe, com muito amor. Uma das coisas mais gostosas depois da festa, foi receber tantos elogios e em todos eles ter um comentário em comum, ''Viviane, não esperávamos menos de você, tudo lindo e maravilhoso, dava para ver amor em todos os lados e detalhes da festa''.

A festa do Raphael foi sem duvidas a realização de um grande sonho, eu reuni toda  família, da minha parte e da parte do André, que também é minha, mais aqueles amigos mais chegados e vou contar a vocês, nós aproveitamos muito! Eu faria tudo de novo ♥

Esse post demorou a sair porque sem dúvidas seria enorme (além disso estava aguardando algumas fotos oficiais), como já imaginava, ele ficou gigantesco, o maior que já fiz, então, aqui está a escolha, clique em 'Continuar Lendo' abaixo, e embarque comigo nas aventuras de preparação, festa e pós festa, ou escolha o que quer ler -abaixo, e vem comigo.

6 de julho de 2016

A estagiária saudável.

Está para existir uma frase mais verdadeira e mais duvidosa que essa, ''homem é tudo igual''. Eles olham outras mulheres mesmo, eles falam de outras mulheres entre eles, eles não tem respeito nenhum pelas suas mulheres. Sim, essas questões entram no meu bloco de ''pode ser'', mas só esquecemos de citar é que, nós somos mulheres!

Ai entra aqueles diversos assuntos que discutimos diariamente na internet, ''mulher tem que se cobrir'', ''o homem é machista'', ''eu sou mulher da rua, gosto de ser vista'', sem falar as questões de relacionamentos, ''ele é casado tem que respeitar a esposa'' e por ai vai. Bom os homens podem até não ser todos iguais, mas uma coisa é certa, eles não conseguem disfarçar quando acham outra mulher bonita.

E os coitados também esquecem que da mesma maneira que eles quebram o pescoço para ver um par de peitos ou um bumbum empinado, do outro lado, outro homem se enverga para olhar para sua mulher. É, os homens são realmente uns safados! Mas, as mulheres tem sua dose de psicopatia, dose dupla até, eu mesma, sou mestre nisso!

Certa vez o André conseguiu um estágio novo, esse meu marido é o rei dos estágios, se existir um prêmio no guinness book por jovem com maior número de estágios trabalhados, podem indicar ele, é vitória certa.

Passei o dia empolgada com uma nova experiência dele e ansiosa para ele chegar logo em casa e me contar como havia saído seu primeiro dia em um novo emprego e uma nova área. Ele tinha saído de casa bem preparado eu estava sem duvidas esperando ele chegar contando varias coisas novas sobre o que aprendeu na canoagem.

Aquele dia passou se arrastando. A noite o André chegou bastante cansado em casa, mas ele entende que sou tagarela e curiosa, não esperei nem o 'coitadinho' tomar banho, comer ou sentar. Voei no pescoço dele, taquei um beijo demorado para mostrar tamanha saudade que senti e comecei a perguntar sem parar.

Ele com um sembrante empolgado mesmo  estando cansado, contou sobre como era o dia de trabalho detalhadamente, até mesmo sobre as pedras que tinham no chão e como ele tinha que arrastar canoas de um lado para o outro, contou sobre o lugar e ate da temperatura do dia, sem esquecer de falar dos alunos e seus jeitos. O problema foi quando ele resolveu contar sobre sua nova equipe de trabalho.

A equipe de trabalho se torna uma família, são pessoas que você convive, dia-a-dia durante mais de 4 horas por dia, é inevitável você fazer amizade e criar intimidade entre eles, é um dos assuntos mais importantes sobre um dia de trabalho novo. O André começou a contar sobre um, dois, três caras que conviveriam com ele, ainda detalhadamente. Até que, em um momento, falando rapidamente, se referindo a algo insignificante do dia, citou uma estagiária. Homem é realmente burro!

Toda mulher já nasce com um teor básico de psicopatia x ciúme e apartir daquela citação eu só conseguia ouvir ''blablablá, uma estagiária, blablablá, é mulher, blablablá, não é homem''! E é claro que eu quis saber.

- Nossa amor, que legal o trabalho novo, bem diferente do outro né? Mas me conta mais, como é essa tal estagiária? 
- Como assim como é amor? É normal. É meio desligada, rir de tudo ...

É claro que ele sabia que eu não queria saber issó, mas só a cara de 'socorro' e os olhos esbugalhados quando fiz a pergunta, já responderam o bastante para minha curiosidade aumentar. ''Não amor, eu perguntei, co-mo e-la é''! Eu disse lá em cima, que homem é burro, mas mulher fazer esse tipo de pergunta parece muito mais burrice. A resposta dele vai ser mentira do que ele pensa e você vai fingir que acredita, imaginando que ele ache ela muito mais do que ele realmente acha, mas, a pergunta foi feita mesmo assim.

Balbuciando mais que gago contando piada, meu marido me responde que a bendita estagiária era loira e tinha um corpo saudável. Saudável? O que quer dizer corpo saudável gente? Já havia 20 minutos que a conversa não era mais estágio e sim estagiária, o André já estava com os olhos fixos no futebol que ele mesmo pôs na tv e a todo momento desviava o assunto.

''Loira e corpo saudável? Como assim? Malhada? Gostosa? De academia? Ou só saudável?

Uma vez, vi em um programa de tv uma brincadeira bem intrigante entre casais, em que o apresentador vendava os olhos do marido e falava nome de mulheres para que ele desse uma única palavra sobre a mesma. E enquanto eu estava questionando os inúmeros tipos de significados para a palavra saudável da estagiária (que no momento já era, a sua coleguinha de trabalho), o André me solta um desesperador, totalmente sem querer: gostosa. Gos-to-sa! 



Isso mesmo, era exatamente essa definição que ele não queria me contar, com certeza, mas era o que estava no sub-coinciente dele, ele deve ter vindo para casa pensando em uma palavra para descreve-la, encontrou. Achei 'saudável' uma boa resposta, meu marido só não esperava que eu fosse questionar a definição de saudável, para a bendita garota.

Eu poderia começar a 3º guerra mundial aquela noite. ''O que foi que você disse amor?'' Eu acho que até senti vontade de mata-lo, mas foi tudo tão rápido e quando eu encarei o filho da mãe ele já estava rosado rindo horrores da minha cara de surpresa e dizia que fazia tempo que eu nãos sentia esse ciume bobo dele. Eu comecei a rir também, homens são realmente muito burros.

Mulheres também acham homens gostosos, a diferença é que vocês não acreditam nisso. A noite terminou em muitas risadas, abraços, beijos e fofices a mais, mas na real? Aquele gostosa ainda ta aqui, nessa história.

5 de julho de 2016

A borralheira com um coque preguiçoso e unhas mal feitas.

A exatamente quarenta e poucos dias para meu filho comemorar seu primeiro ano de vida, eu só consigo pensar nele, fala deler, viver pra ele, imaginar ele, amar ele e qualquer coisa da vida, desde que tenha ele. Sou mãe de primeira viagem e ainda estou com as pernas bambas, vivendo um mar de novidades, sem saber se estou realmente fazendo tudo certo.

É por esse motivo que últimamente só tenho conseguido escrever do Raphael. Os rascunhos do meu blog não me deixam mentir. Cuidar da minha vida, da minha casa e do meu marido, tem ficado em segundo plano, já que o Raphael ocupa o primeiro lugar sempre, eu também disse que jamais faria isso, mas a verdade é que a rotina cansa absurdamente.

Estou a dois parágrafos em um infitino blablablá, que renderia uma postagem completa, mas a questão é: vaidade, feminismo, machismo, puerpério infinito, tpm, ou .. o que era mesmo que eu estava falando?

Andei reparando em um reflexo meu no espelho que minhas unhas estavam com o mesmo esmalte a uma semana. Mentira, muito mais que isso. Tinha quase um mês que aquele esmalte roxo não saía das minhas unhas. Ouve um lado bom nisso. Com certeza me veio a voz da minha ex professora de história, que dizia, 'tudo tem seu bônus e seu ônus'.

Eu notei que agora eu realmente era uma dona de casa, me senti uma boa dona de casa, até. Antes meus esmaltes duravam mais de 3 semanas intactos e veja só, aquele não só estava em mim a mais de duas semanas, como não havia durado nem dois dias para começar a descascar. Meu estado estava realmente precário.

Encarei meu filho e meu marido dormindo e fiquei tentando culpa-los pela falta de atenção comigo mesma, mas não consegui. Então comecei a procurar mil e uma respostas para meu cabelo estar com um coque preguiçoso, minhas unhas naquele estado e no meu armario milhões de roupas caindo pelas portas de tão amarrotadas e fora do lugar.

Foi dentro dessa linha infinita de pensamento que o André acordou e do mesmo jeito que eu mesma ainda me encarava, ele fez. Depois de um tempo me estudando dos pés a cabeça, ele me chamou e respondeu exatamente o que eu me perguntava, mesmo sem fazer ideia do que se passava na minha cabeça.

Escutar ele dizer o quanto ele estava me achando bonita e sexy naquele (pior) momento meu, foi o que bastou para sair um sorriso do meu rosto com um ar de satisfação. Saber que meu parceiro me ama em todo momento, foi gostoso.

Mas é aquele papo de machismo e feminismo que deveria ter rolado no post, mas na verdade não rolou, e velho ditado que você tem que se amar em primeiro lugar? Sacudi o pó. Cá estou eu com as unhas belas, cabelos sedosos, sobrancelhas impecáveis (ou quse) e me amando. Não é porque ele me ama até mesmo borralheira que eu não sinta necessidade de virar princesa correto?

Tem razão quem acha que eu devo estar bonita ao ponto de agradar meu 'marido' sempre, mas está tranbordando de razão quem acha que eu devo estar bonita para mim, antes de tudo. É nessa beleza unicamente para mim, que ele verá uma bela mulher.

Quero deixar claro também, que é ele quem me ensina esse tipo de coisa. Todo dia de manhã, ao me achar inteiramente gata, mesmo descabelada, com sono e desajeitada e ainda assim, enxergar uma bela mulher.

1 de julho de 2016

Rá-Tim-Búm #RaphaFaz1 - Revivendo a infância com o Raphael.

Chegou o grande dia Viviane, acorda que hoje você tem uma festa!


Uma nova e estranha sensação de ''hoje é um grande dia'', na manhã da festa eu estava me sentindo empolgada, acelerada, alto astral e totalmente perdida. As mães ficam eletricas, olham tudo e não enxergam nada, conferem tudo e não aprovam nada, estão por dentro de tudo e não estão por dentro de absolutamente nada. 

Antes de começar eu queria deixar um agradecimento especial a algumas pessoas, já disse que detesto citar nomes, porque não existe mais ou menos importante, mas eu tenho, necessito, preciso, citar dois nomes, Dinda Liliane, que aguentou com uma paciência de outras vidas todo meue stresse e fez com que desse tudo, absolutamente tudo certo. Também a minha sogrona, vovó Ana, que por trás das cameras, deu vida a todo o sonho, segurando tudo nas beradas e mantendo tudo, tudinho em pé, firme e lindo, em todos os momentos, minutos e segundos, até o fim

A verdade é que se eu for citar nomes, preciso ir lá no começo da história e buscar aqueles que estavam sempre me ajudando nem que fosse com um pedido de ''se precisar de ajuda, to aqui'' Para a festa do Raphael todo mundo se movel, participou, empolgou desde o inicio até os ultimos minutos no dia na correria quando uns surgiram feito anjos e outros eu gritei em pensamentos e apareceram ♥ todos fizeram questão de participar, não dá para citar, meus amigos são excelentes, poucos mas os melhores!

As 17hrs eu cheguei na festa e pensei: Uaaaau!! O que é isso? é tudo meu? Com certeza eu pensei em cada detalhe que tive ajuda, em cada sufoco, em cada momento mega gostoso preparando tudo, em todas as vezes que enchi a Waleska, a Thays, a Samy, a Déboba, a Cecilia, a Liliane, a Tia Ana, a Elenilda, o André e todos meus amigos. Eu estava completamente apaixonada!



Eu diria que aquela manhã e tarde foram bastante agitadas, não tivemos estresse, mas a gitação deixou um cansaço visível durante a festa. Foi arrumar salão, receber buffes, pagar as pessoas, arrumar últimos detalhes e fazer o apaixonante mural de fotos e registros de desenvolvimentos do nosso Phael.

Eu sou uma mãezona que gosta de detalhes, que escreve, que faz graça, que filma, ama fotos, anota tudo, brinca de carrinhos, ensina a fazer careta e registra tudo, não poderia ser diferente o resultado final da festa de um ano do Raphael.

Waleska Ferraz, Decoração - Eu não teria palavras para agradecer ao trabalho dessa mulher, nós somos a prova de que nem toda primeira impressão é a que fica, ela chegou até antes da hora que marcou e em pouco tempo transformou um ambiente um tanto quanto feio, em uma linda, detalhada e apaixonante decoração.


A Waleska pensou em exatamente tudo! Eu preciso dizer a vocês que na verdade, eu ganhei a decoração da festa do Raphael, porque por falta de organização eu não teria mesmo, dinheiro, para pagar o valor que minha decoradora merecia pelo seu trabalho. Não só pela decoração, mas também por ter ficado na festa, como convidada, que mais trabalhou do que curtiu. Quando chegou ficou para lá e para cá se virando nos trinta. Ainda teve que ''acabar'' de dar um jeito na mesa, depois que os convidados chegaram, pois o buffet atrasou com os doces que estariam na mesa principal.

A todo momento a Waleska estavama me ajudando, me dando dicas, me distraindo e socorrendo. No final das contas meu pagamento foi uma bexiga de farinha de trigo estourada em cima dela, como eu queria ter visto essa cena (risos). A Waleska é alto astral e vive o sonho da realização da festa juntinho com a família, seu trabalho é sofisticado e bem feito, para definir ela eu diria: ''Se pegar um trabalho para fazer, faça bem feito! O pagamento é a gratidão, superação e satisfação!'' Dos meus gastos com a festa, esse, sem duvidas, foi o melhor investido, eu ganhei uma amiga gente.

Buffet, Thay Lopez - A Thays é muito simpática, comunicativa, e nova. Até agora não acredito que tudo da prova que eu fiz na casa dela, foi ela mesma que fez, também quero deixar uma ressalta para o bolo fake do tema, que ela escolheu, que eu simplesmente me apaixonei e seus doces da mesa principal também estavam lindos e no tema, mesmo com o triste atraso, deixou minha mesa ainda mais linda.

Mas, nem tudo foram flores lindas com nosso negocio, um dia antes da minha festa a Thays teve um mega imorevisto, quero deixar claro meu triste alerta para terem muito cuidado no Centro da cidade, pois as pessoas de má fé estão fazendo a festa, roubando tudo a todo momento. Foi em uma dessas que a responsável do meu buffet perdeu um dia antes do evento a única maneira de contato com todos os seus fornecedores, eu não faço ideia de como ela conseguiu se virar para fazer acontecer.

Mas mesmo com o atraso no dia, com uma normal agitação e esquecimento de alguns cruciais itens do buffet, deu tudo certo, todos comeram e beberam bem,  o brigadeiro, até agora ninguém sabe do que era, mas o bolo deixou água na boca e muitos bons comentários, eu mesma não comi absolutamente nada na festa, mas ela separou um pouco (muito) de tudo que serviram e eu me fartei de sobras de festa uma semana inteira.



Animação e Brinquedos, Débora Ribeiro - To até agora aplaudindo de pé! Sobre um dinheiro bem investido em festa infantil, é com brinquedos e animação. E vou contar a vocês, a Débora é totalmente ligada no 220v galera, ela não para, a equipe dela também não. Vocês acreditam que ela chegou lá somente para fazer animação e monitorar brinquedos e  quando dei por mim lá estava ela e sua equipe ajudando a fazer saquinhos de doces e dar lembrancinhas. Uma empolgação e envolvimento total!

Chegaram na hora combinada e antes do horario de inicio da festa ja estava tudo certinho, valendo lembrar que eu contratei um brinquedo inflável que não deu para ser usado por conta do lugar da festa e na mesma hora ela ja tinha uma segunda opção, as crianças não ficaram sem brinquedo inflável e eu não saí no prejuízo. Excelente profissionalismo.

A festa em sí, foi bastante cansativa, eu olhava para todos os lados e via todos meus famíliares e amigos mais chegados, se divertindo, pulando, brincando, dançando, rindo, tirando fotos, conversando, exatamente do jeitinho que eu sonhei. O Raphael aguentou a festa praticamente toda, teve seus momentos de ''não quero tirar foto'', seus choros, suas manhas, mas aproveitou.

Nós aproveitamos, todos nós. A festa foi literalmente um sonho realizado, toda hora eu me via olhando tudo dentro do salão, olhando lá fora, vendo todos felizes e pensando, era exatamente isso que estava na minha cabeça.

Climax da festa? Com certeza o parabéns. Quando todos se juntaram dentro do salão para fazer aquele coro foi que eu percebi o quanto a festa estava lotada! O Raphael ficou enlouquecido com o parabéns, ria, batia palmas, me olhava, olhava para todos, mamãe e papai emocionados, que sensação boa. Chuva de benção para nossa família e na hora de apagar a velinha, uma pequena oração para o principal responsável por tudo que estava acontecendo, Deus.


De todos os comentários da festa o mais repetido foi: ''Nossa, não esperávamos menos de vocês, em todos os detalhes da festa dava para ver amor!'' No dia seguinte muitas mamães e papais mandando mensagem contando que os filhos não paravam de falar da festa e de brincar com os kits lembrancinhas. 

Uma pequena obs: os adultos choraram para ganhar peões, tenho que contar, depois do parabéns todos estavam brincando de ioio, bolinha de gude, pião e bambole, entre todas as idades heim. É como eu sempre falo, quanto menos você tenta mostrar ou aparecer, mais real, verdadeiro e gostoso fica. Eu estou extremamente satisfeita, feliz e grata a todos os envolvidos nesse dia tão especial para minha família.

Sobre o pós festa, muito cansaço, muita comida gostosa, um culto maravilhoso de agradecimento a Deus e muitos, muitos, muitos presentes para abrir, sério, achei que nunca fosse acabar, eu amei todos os presentes, todos, não dá para escolher um, todos são lindos demais. O Raphael amou todos os brinquedos, passa o dia todo brincando demais, foi depois da festa que descobrimos que ele já sabe e gosta de brincar com carrinhos.

Como só tem uma semana da festa, eu ainda não tenho todas as fotos oficiais para mostrar à vocês, mas aqui estão algumas, para deixar gostinho de quero ver mais, assim que eu tiver posto todas! Observação, algumas dessas fotos são de celular.

Obrigada de coração a todos que Deus moveu para ajudar nessa festa, a todos os profissionais que deram show e a todos os convidados que curtiram juntinho com a gente, em nome da nossa família, até ano que vem ♥


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...